Acrooss The Universe


info

(Source: beeishappy)

“Eu acredito que amor eterno exista. Mas não acredito que a paixão esteja sempre lá em cima. Se você está casado há muito tempo, a paixão diminui, você volta a se apaixonar, depois ela volta a diminuir. Faz parte dos ciclos da vida, por assim dizer. Mas eu acredito em casais que se amam para sempre. Talvez o amor mude da juventude, quando é cheio de paixão, empolgação para a maturidade, quando é mais conforto e familiaridade. Qual deles é melhor? Não há um melhor. Amor é amor, e ele oscila.”

- Nicholas Sparks.   (via florindo-me)

(Source: allaxg)


what-about-the-beatles:

The Quarrymen - In Spite of All The Danger


Played 29741 times

(Source: itcuddles)


(Source: monicaandrea)


(Source: imonlysleeping)

“Te amava, ou amei, ou amo, não sei a ordem. Mas, se você voltar, vou sentir de novo, como se estivesse olhando o céu pela primeira vez.

- Sorry, I’m not Chuck Bass. 
(via reverenciador)

(Source: orquestrando)

“Te guardei onde ninguém vai tirar.”

- LS Jack.  (via reverenciador)

(Source: criticou)


“Porque mesmo se tiver só um pinguinho de amor já vale a pena ficar até o fim.”

- Os porquês de Amélia Roswell. (via reverenciador)

(Source: animicida)

“Você finge que isso não te chateia, mas você quer explodir.”

- Metallica.  (via reverenciador)

(Source: eloytorcinelli)


(Source: 4GIFs.com)


(Source: s7ven-satellite)

“A nossa história nunca mais se repetirá. E nunca pensei que fosse ser assim. O amor nos uniu, e separou também. Foi a única explicação que consegui arrumar pro nosso adeus, que só não é mais doloroso que o fim do amor que achamos que seria pra sempre. Talvez a gente se encontre por aí, de relance, por ironia do destino. Ou por pura vontade. Você sabe como funciona. Meu coração pode ter mudado, mas meu número do celular é o mesmo. E a vontade de te atender também.”

- Junior Lima. (via reverenciador)

(Source: junior.tk)

“Sou ciumenta com coisas bobas, impulsiva pelo menos uma vez por dia, leio bula de remédio e depois acho que tenho aquele bando de sintomas, meu dedão do pé não é bonito, quero tudo do meu jeito e minha cabeça é muito, muito dura. Não sou uma musa, uma diva, uma entidade, uma mestra. Sou uma pessoa. E de vez em quando sou uma pessoa péssima. Péssima mesmo. De vez em quando morro de vergonha de mim. E se eu fosse você morreria de vergonha de mim também. Amo muito, tudo é muito, tudo é exagero, tudo é demais. Inclusive as dúvidas e as dores.”

- Clarissa Corrêa.   (via reverenciador)

   Next »

 
 
<